Qual é o melhor guia de viagem: Folha/DK ou Lonely Planet?

Apesar da existência de muitas informações sobre viagem na Internet, gostamos de ter guias de viagem. Não para enfeitar a estante, mas sim para consultar sobre as cidades/países que formos visitar. São informações bem organizadas e com boas dicas de passeio. Na última vez que fomos para Londres, compramos muitos e muitos livros de viagem, porque o preço de lá era muito melhor que o daqui. Aqui no Brasil esses livros são caros (entre R$80,00 a R$120,00). É muita grana! Para comprarmos, entretanto, tivemos que escolher qual livro de viagem nos ajudaria mais.

Existem vários guias de viagem, porém os mais famosos são Lonely Planet, DK (traduzido pela Folha de São Paulo) e Coleção Top 10 (também da DK, mas em versão mais enxuta).

Lonely Planet: Perfeito para quem quer informações mais práticas, um guia para levar na viagem e utilizar quando precisar de uma informação. Tem poucas fotos em comparação aos outros guias. É menos visual e mais textual. Tem como qualidade trazer a informação dos preços das atrações e preços aproximados de transporte e de passeios. Se você já sabe o que vai fazer em seus destinos, Lonely Planet pode ser uma boa opção para você. Ele tem uma seção de informações mais robusta que os livros da DK, por exemplo. Outro detalhe é que a Lonely Planet possui livros de uma variedade maior de países que a DK. Exemplo disso são os livros do Nepal/Himalaya, do Vietnã/Cambodia/Laos/Norte da Tailândia e até da Antárctica! A DK não realizou essas edições ainda. Nos parece que a DK dá atenção aos países mais turísticos e deixa algumas regiões e países do mundo descobertas. Os livros da Lonely Planet custam em média de R$50 a R$70, mas os valores podem variar bastante.

Comprado por €3, em uma loja de livros de segunda mão em Camden Town

DK/Folha de S.Paulo: Nossa escolha. Apesar de muitas vezes termos que utilizar os guias da Lonely Planet para alguns países (que a DK não cobre). Mas por que preferimos? Porque gostamos de um guia de viagem mais visual, não nos importando tanto com o fato de ter menos informações, pois as buscamos na internet. Na verdade, utilizamos um guia de viagem pelo prazer de folheá-lo e descobrir aos poucos as atrações que cada lugar tem a nos oferecer. Ao escolhermos os lugares de nossos roteiros, é claro que as fotos são fatores determinantes. Por isso a importância de vermos imagens em nossos guias preferidos. Algumas das dicas não são tão boas, mas aí que entra a importância da Internet. Através dela conferimos reviews e fotos dos lugares sugeridos e conferimos se vale a pena a visita. Com as experiência em viagens, você vai adquirindo a habilidade de filtrar mais e mais os lugares a se visitar. Você deixa de cair em tantas ciladas. Os guias da Folha de S. Paulo (tradução da DK) costumam custar mais caro, de R$80-120 reais, mas no exterior pode ser bem mais em conta (R$40,00-50,00 na conversão).

Comprado por £10 em uma promoção da Wordery na internet

TOP 10: Para nós o mais superficial de todos, mas bom se você quer objetividade e um guia rápido das cidades. Se você não tem muito tempo na cidade ou prefere guias menores, essa pode ser uma boa opção. É bastante limitado quanto à variedade de cidades, mas apresenta algumas fotos atrativas das atrações principais. Pensamos que vale mais a pena se você quer um guia mais prático e mais barato. A diferença é grande. Os TOP 10 costumam custar em torno de R$30,00-50,00.

Comprado no Brasil, por uns R$40

E aí? Qual o seu guia de viagem preferido? Comente aí pra gente!

Gostou? Quer nos contar sua experiência de viagem? Deixe um comentário!