O que fazer nos arredores de Munique

Para quem quer conhecer a Bavária, Munique é definitivamente o local onde se hospedar. Em um raio de 200km, há diversos lugares que merecem uma visita. Salzburg, castelos de Schwangau e Dachau. Comentamos um pouco sobre cada um deles!

  • Salzburg
Fortaleza de Hohensalzburg vista do Monte Kapuzinerberg
Salzburg vista do monte Kapuzinerberg

Nós recomendamos que você fique na cidade pelo menos 1 dia inteiro, o suficiente para conhecê-la bem. Dentre as atrações da “cidade da Noviça Rebelde”, a principal delas é a Fortaleza de Hohensalzburg, que possui mais de 900 anos e pode ser vista de quase todos os cantos da cidade. O acesso é feito por um funicular. Há, ainda, a casa onde Mozart nasceu, que fica na Getreidegasse (charmosa rua de comércio de Salzburg). Não deixe de visitar, também, o Palácio e os Jardins Mirabell e de subir no Monte Kapuzinerberg (o visual lá, especialmente no inverno, é de filme!). O trajeto de Munique a Salzburg pode ser feito de trem, com a empresa alemã DB. Basta você comprar (na hora mesmo!) o Bayern Ticket, na Estação Central de Munique (Hauptbanhof ou Hbf, na forma abreviada). Fique atento às regras de uso do ticket, pois há restrição de horários!

  • Castelos de Schwangau
Caminho ao Castelo de Neuschwanstein
Caminho para o Castelo de Hohenschwangau (aquele amarelinho ali atrás das árvores)

O acesso aos Castelos de Neuschwanstein e Hohenschwangau, na cidade de Schwangau, se dá através da Estação de trem de Füssen, a 2h de trem de Munique (novamente através do Bayern Ticket!). O cenário do trajeto é inesquecível! A paisagem toda é de cair o queixo. Chegando lá você se deparará com um cenário deslumbrante, de conto de fadas. Fique atento porque os castelos fecham às 18h de abril a outubro e fecham ainda mais cedo no restante do ano, às 16h. Além disso, as visitas são guiadas e têm um horário marcado para ocorrer. Fique ligado no horário que você deve chegar em cada um dos castelos porque você deverá andar até lá (pode-se subir de ônibus ou charrete, mas são pagos e podem não funcionar no inverno). Também se lembre que você pode visitar apenas um dos castelos, mas ambos são lindíssimos. O preço de entrada para os dois castelos é de €25. Há redução para estudantes.

  • Campo de Concentração de Dachau
Entrada de Dachau, com a inscrição no portão “Arbeit match frei” (O trabalho liberta)
Mensagem em Dachau

A visita ao campo de concentração de Dachau é, indubitavelmente, emocionante. Além disso, ela permite remontar à triste história do Holocausto e, consequentemente, impedir que seja esquecida. Atente-se que o memorial abre às 9h e fecha às 17h e você precisará de pelo menos umas 3h para explorá-lo da melhor maneira possível. Há muuuuito o que ver e aprender lá. A cidade de Dachau fica a 25min de Munique e você pode chegar até lá de S-Bahn (trem suburbano). Você precisará pegar a linha S2 com direção Dachau/Petershausen e descer na estação Dachau. De lá, pegue um ônibus (o número 726, direção “Saubachsiedlung”), que vai te deixar na frente do campo de concentração em cerca de 20min. Não tem erro: durante todo o ano quase todo mundo que para na estação de Dachau pega esse ônibus! A visita é free, mas você pode pagar pelo áudio-guia, o que vai lhe custar €3,50 (vale a pena!). Há redução para estudantes.

Apesar de não termos ido, e portanto não podermos comentar, há algumas outras cidades próximas de Munique, como Nuremberg e Stuttgart. Considere conhecê-las!

Gostou? Quer nos contar sua experiência de viagem? Deixe um comentário!