Onde se hospedar em Amsterdã

Amsterdã é uma cidade lindíssima. Seus canais, suas bicicletas, suas tulipas. Tudo encanta! Para visitá-la bem mesmo você precisará de pelo menos 4 dias inteiros. Tenha em mente que Amsterdã é cara, portanto, a escolha de onde se hospedar é ainda mais importante. Nós sempre recomendamos locais que não sejam tão agitados e turísticos. Isso porque preferimos sentir o gostinho de ser um local. E isso é verdadeiramente sentido quando ficamos em locais mais afastados do agito. Também optamos por ficar em apartamentos ou quartos que alugamos através da plataforma Airbnb em vez de nos hospedarmos em hotéis. Isso nos deixa mais próximos do dia-a-dia de quem vive lá, o que o hotel muitas vezes não proporciona.

 

Nossa rua em Zeeburg
Nossa rua em Zeeburg

Em Amsterdã nos hospedamos em um bairro fantástico chamado Zeeburg. Mais especificamente, ficamos numa pequena ilha dentro do bairro, onde víamos o nascer e o por do sol batendo na água todos os dias. Indescritível! Há barcos logo em frente às casas, alguns usados inclusive como moradia. Mesmo havendo uma estação de tram/bonde a 10 minutos a pé de casa (Amsterdam, C. van Eesterenlaan), preferíamos nos locomover de bicicleta (alugamos de nossa anfitriã, mas você pode alugá-las em diversos locais da cidade). Com a “magrela”, levávamos cerca 20 minutos até o Rijksmuseum. Vale salientar a ótima qualidade da malha cicloviária de Amsterdã, mas não esqueça que lá a bicicleta é usada como um meio de locomoção rotineiro (como o carro para a maioria das pessoas no Brasil) e não para passeio. Portanto, informe-se sobre as regras locais e evite uma dor de cabeça (ou melhor, um xingamento!). Quanto às refeições, havia um shopping com lojas variadas perto da gente (Winkelcentrum Brazilie), onde tomávamos café da manhã e fazíamos compras. Para ir do aeroporto Schipol ao bairro pagamos €33 com Uber.

Carro em cima de uma casa-barco em Zeeburg

Se você preferir ficar em outro lugar, por diversos motivos (preço, localização), te damos dicas de como não se dar mal:

  1. Se possível, fique próximo a uma estação de tram. Eles funcionam muito bem em Amsterdam. Caso você queira usar apenas bicicleta (que foi o que fizemos), desconsidere essa dica.
  2. Hotéis em Amsterdã, no geral, são bem caros. Então, vá de AirBnB e receba um desconto de R$100,00 clicando nesse link: www.airbnb.com.br/c/isadorar15! Assim você vai achar lugares com melhor localização por um preço mais acessível.
  3. Tente não ficar a mais de 30 minutos de bicicleta do Rijksmuseum, especialmente se você for ficar menos que 3 dias inteiros na cidade. Isso pode prejudicar seu passeio.
  4. Se você não gosta de muito agito, não fique próximo à estação central (região do Centrum, onde há a Red Light District).
  5. Bairros como Jordaan e De Pijp também são muito bons, mas são mais caros (e turísticos!).
Shopping perto de onde estávamos hospedados

Gostou? Quer nos contar sua experiência de viagem? Deixe um comentário!