Monte Kapuzinerberg: uma trilha magnífica dentro de Salzburg

Nossa experiência

Eu e o Henrique ficamos um dia inteiro na cidadezinha de Salzburg, na Áustria. Na manhã do dia de saída (iríamos para Viena) resolvemos explorar o Monte Kapuzinerberg, o qual pode ser visto de praticamente todos os pontos da cidade. Como visitamos a cidade em Janeiro, e ela costuma ter muita neve nessa época do ano, nos deparamos com uma cidade toda coberta de branco. Não sabíamos bem onde era o ponto de início da subida, mas nos arriscamos, perguntamos aos moradores locais e chegamos, por tentativa e erro, no local onde a aventura começaria. Começamos a escalar o monte cedo (9h) e não havia ninguém lá. O caminho estava completamente deserto. Antes de começar de fato a subir o morro, havia alguns degraus que levavam a uma espécie de mirante. Simplesmente fantástico! Pelo o que vimos Salzburg é completamente diferente no inverno, então fica a dica de visitar a cidade nas duas épocas do ano e apreciar vistas completamente distintas. Não parece nem a mesma cidade! Depois desse mirante seguimos mais um caminho de escadas até a escalada do monte (são 640m de altitude a serem alcançados até o pico). Uma placa nos denunciava que o caminho estava apenas começando.

Escadaria que leva ao “mirante”
Vista do mirante para a charmosa cidade de Salzburg

A subida não é tão íngreme, mas é preciso andar bastante! E fazer isso em um terreno cheio de neve compacta (ou seja, gelo!) não é nada fácil, e os escorregões são comuns. Várias vezes tivemos que nos cuidar para não cair. Isso se torna ainda mais perigoso quando alguns trechos do caminho são bem pertos de um penhasco. Portanto, se quiser fazer esse passeio vá com botas de neve resistentes e que sejam minimamente aderentes (se você for no inverno). Também leve uma garrafa de água, porque a subida pode ser bastante demorada (ficamos 2h por lá). No inverno você encontrará pouquíssimas pessoas fazendo esse trajeto. E, se encontrar, provavelmente será um morador local. Não se vê basicamente ninguém, só algumas casas no meio da subida. E é isso que torna o passeio ainda mais empolgante!

Nosso boneco de neve hahahaha (dá uma trégua, a gente é brasileiro)
Estátua em homenagem a Mozart, antes de iniciar a subida do Kapuzinerberg

Prepare sua câmera fotográfica. É do Monte Kapuzinerberg que você terá a melhor vista para a maior atração de Salzburg: a Fortaleza de Hohensalzburg. E o melhor de tudo: sem ninguém para competir espaço com você! Fique ligado em todo o caminho porque sempre há um momento propício para tirar uma bela foto dessa fofura de cidade. Não deixe de fazer os passeios mais famosos de Salzburg, é claro, como a Fortaleza de Hohensalzburg e a Casa do Mozart, mas experimente também fazer esse passeio menos turístico e mais conectado à natureza. Você não vai se arrepender! As informações na internet são escassas, por isso deixamos algumas recomendações abaixo 🙂

Trilha em meio à floresta do Monte Kapuzinerberg

Um pouco de história

Os indícios mais antigos sobre muralhas no Monte Kapuzinerberg datam do século XIII. Contudo, o local só passou a ser notadamente fortificado durante a Guerra dos Trinta Anos, sob o Arcebispo Paris Lodron, que ordenou a construção de mais muros na face Sul e do Castelo Franziskischlössl, no topo do Monte (hoje o castelo é um pub, que recebe aqueles que conseguem chegar ao topo do Monte).

Curiosidade: Salzburg era uma das cidades mais bem fortificadas da Europa Central no período. E não é de se surpreender. Ela é rodeada por 5 montes, sendo que todos eles compunham o sistema de defesa da cidade!

Uma das 14 torres situadas no Monte Kapuzinerberg
Lago congelado

Como chegar lá…

Vindo pela Linzergasse, você verá uma entradinha com uma placa indicando que ali se inicia a subida ao Kapuzinerberg. Siga por ali, na chamada Passion Walk (Caminho da Paixão). Passe o Felixtor (Portão Felix), construído em 1632 e que abrigou o Papa João Paulo II em sua visita a Salzburg. Então, você verá a Abadia dos Capuchinhos. Dali, você poderá caminhar por horas pelo verde (ou branco, dependendo da época do ano) da floresta ou seguir direto para o Castelo Franziskischlössl, no topo. O caminho oferece vistas estonteantes para a cidade de Salzburg e, inclusive, para a Fortaleza de Hohensalzburg. Eu diria que, com certeza, foi o melhor “mirante” da cidade! 

Surpresa: Pode ser que durante a sua caminhada você dê de cara com um habitante bem peculiar do Monte Kapuzinerberg, a camurça, um caprino dos Alpes. Há 8 deles por lá!

Indicação para o Castelo Franziskischlossl no caminho

Será que tenho condições físicas para subir?

A trilha até o topo é considerada de nível fácil. Leva cerca de 30min para subir ao topo (sem contar o tempo para tirar fotos, apreciar a vista ou ficar brincando na neve – definitivamente nós). Apesar disso, procure ir com um tênis confortável ou bota, se houver neve. Além disso, leve frutas e água, já que você vai querer ficar lá por um bom tempo!

Enorme pedra de gelo que o Henrique encontrou pelo caminho

Esse post te ajudou? Tem alguma dúvida? Então escreva nos comentários abaixo 😉

Ah, eu já ia esquecendo… Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais

Facebook: www.facebook.com/filosofiadeviajante 

Instagram: www.instagram.com/blogfilosofiadeviajante

Pinterest: br.pinterest.com/fdeviajante/pins (temos uma galeria de fotos super especial esperando por você)

Gostou? Quer nos contar sua experiência de viagem? Deixe um comentário!