Roteiro de 3 dias em Berlim (inclui História e informações úteis)

Antes de sair visitando todas as atrações de Berlim planeje quais delas você pretende visitar na cidade e verifique se valerá a pena o Berlim Museum Pass. Eu e o Henrique compramos o cartão e valeu muito a pena pela quantidade de atrações que iríamos. Pagamos €12 porque somos estudantes (o preço para adultos é €24) e economizamos cerca de €40. Não se esqueça de pedir pelo cartão quando estiver na bilheteria das atrações, porque eles não costumam oferecer essa vantagem de cara.

DIA 1

Berliner Dom

Comece com a Berliner Dom, a catedral da cidade de Berlim, a qual possui uma arquitetura fantástica! Essa Catedral  localiza-se às margens do rio Spree, na Ilha dos Museus. Esse monumento começou a ser construído entre 1894 e 1905, mas voltou a estar em destaque na Segunda Guerra Mundial. Isso porque nesse período, durante um ataque aéreo, a cúpula da catedral foi atingida por uma bomba de líquidos inflamáveis. O fogo não foi controlado e a cúpula foi destruída por inteiro. Em 1953 um telhado temporário foi colocado para ajudar a proteger a estrutura da construção. A igreja foi reconstruída pelo governo da Alemanha Oriental e o trabalho ficou pronto só no ano de 1983.

Horário: A catedral é aberta à visitação de segunda a sábado, das 09:00 as 20:00hs e aos domingos e feriados, das 12:00 as 20:00hs. Nos meses de outubro a março, o horário de fechamento é as 19:00hs.

Preço: € 7 (com  redução estudantil de €2) *Válido para o Berlim Museum Pass

Como chegar utilizando S-Bahn: Linhas S5, S7 e S75, parando na estação de Hackescher Markt.

Agora aventure-se na Ilha dos Museus, lugar que abriga cinco grandes museus. Sugerimos que você comece com 2 museus pela manhã e mais 3 à tarde (se você gosta de ficar mais tempo nos museus, não conseguirá fazer todos em um mesmo dia).

Pergamon Museum

O museu é organizado em três seções: a Coleção de Antiguidades Clássicas, o Museu do Antigo Oriente Médio e o Museu de Arte IslâmicaA Coleção de Antiguidades Clássicas inclui objetos e restos de obras arquitetônicas da antiguidade grega e romana. O Museu do Antigo Oriente Médio abriga uma das maiores e mais ricas coleções de antiguidades da Babilônia, Suméria e Assíria. O Museu de Arte Islâmica exibe a arte dos povos islâmicos. As obras de arte exibidas são do século VIII até o século XIX, e são originárias de diversos lugares, desde a Espanha até a Índia Entretanto, o foco principal é o Oriente Médio, além do Egito e do Irã.

Horário: Todos os dias das 10h ás 18h, exceto quinta. Quinta das 10h ás 20h.

Preço:  €12, com redução estudantil de €6 *válido com o Berlim Museum Pass

Como chegar de U-Bahn: Linha U6, estação Friedrichstrasse.

Neues Museum 

Exibe, assim como na época em que foi inaugurado, a Coleção de Artes do Egito Antigo, a Coleção de Papiros, a Coleção sobre a Pré-história e História Antiga, e ainda artefatos da Coleção de Antiguidades Clássicas. Este é o segundo museu mais visitado em Berlim, perdendo somente para o Pergamon Museum.

Horário: O Neues Museum é aberto diariamente, das 10:00 às 18:00hs, sendo que nas quintas-feiras fica aberto até as 20:00hs.

Preço: €12 (há redução estudantil de €6) *válido com o Berlim Museum Pass.

Como chegar de S-Bahn: Linhas S1, S2 e S25, estação Friedrichstrasse; Linhas S5, S7 e S75, estação Hackescher Markt.

Como chegar de S-Bahn:  Linhas S5, S7 e S75, estação Hackescher Markt.

Altes Museum 

Inaugurado em 1830, o Altes Museum (Velho museu) é o mais antigo museu público de Berlim. O seu prédio foi destruído na Segunda Guerra Mundial pelo fogo causado por bombas em 08 de maio de 1945. Este museu exibe atualmente grande parte da Coleção de Antiguidades Clássicas – dedicada à arte da antiguidade grega (1º andar), romana e etrusca (2º andar).

Horário: Fechado às segundas. Todos os outros dias das 10:00 às 18:00. Quinta feira fica aberto até às 20hs.

Preço: €10 (com redução de €5 para estudantes) *válido com o Berlim Museum Pass

Como chegar de S-Bahn: Linhas S5, S7 e S75, estação Hackescher Markt.

Alte Nationalgalerie

Ao visitar esse museu você é exposto a produções dos movimentos artísticos do século XIX. São obras espalhadas pelos três andares do museu que representam o Neoclassicismo, o Romantismo, o Impressionismo, o Simbolismo e a parte inicial  do movimento Modernista.

Horário: Fechado às segundas-feiras. Nos dias restantes das 10h às 18h, exceto na quinta que fecha às 20h.

Preço: €10 (com redução de €5 para estudantes) *válido com o Berlim Museum Pass

Como chegar de S-Bahn:  Linhas S5, S7 e S75, estação Hackescher Markt

DIA 2

Tiergarten

Nós adoramos zoo! Então resolvemos ir ao Tiegarten, que é dito com o zoológico com a maior diversidade de espécies do mundo. Apesar de não ter nos surpreendido tanto assim, o passeio valeu a pena porque conseguimos relaxar. O ambiente também é muito agradável, e grande parte dos animais estavam em construções fechadas, o que nos livrou do frio (a sensação de entrar nessas “casinhas” quentinhas depois de uma caminhada no frio é tão boa!).

Horário: Abre todos os dias do ano às 9h, mas o horário de fechamento pode variar de 16h30 às 18h30min, dependendo da época do ano.

Preço: Adultos € 18,50. Crianças e adolescentes €9.

Como chegar de S-Bahn: Há uma estação chamada Berlin-Tiergarten, que é a mais perto do zoo. Ao chegar lá na estação há indicações até a atração 😉

Reichstag 

É o prédio onde o Parlamento Alemão exerce suas funções de Estado. A sua construção se finalizou em 1894. Uma das construções mais bonitas da cidade em meio a tantos prédios! Vale a pena passar na frente e apreciar com calma. A região do entorno também é muito bonita. O ideal é fazer um passeio a pé para relaxar! Há a possibilidade de visitar seu interior (percorrendo o “caracol” na sua cúpula). Nós não fizemos essa visita, por isso não sabemos afirmar se o passeio realmente vale a pena.

Horário: O primeiro horário de visita é às 8h e o último, às 22h.

Preço: Gratuito

Como chegar de S-Bahn:  linhas S1, S2 e S25, descer na estação Brandenburger Tor e andar por mais 5 minutos para chegar.

Como chegar de U-Bahn: linha U55 e descer na estação Bundestag.

Portão de Brandemburgo

Um monumento lindíssimo da cidade! Merece ser visto várias e várias vezes. Um dos símbolos de Berlim! Durante a divisão da cidade pelo muro, entre 1961 e 1989, o Portão de Brandemburgo era inacessível a qualquer cidadão comum. O muro de Berlim passava por trás dele, separando-o do Tiergarten. Além disso, ao redor dele várias torres de vigilância e soldados da Alemanha Oriental realizavam bloqueios. Ele só podia ser apreciado de longe, e virou símbolo da divisão da cidade. Muitos governantes do mundo inteiro visitavam o Portão e pediam a reunificação. Em 2009, a festa dos 20 anos da queda do muro de Berlim foi realizada no Portão de Brandemburgo, que é também o local da maior festa de Réveillon da cidade. Hoje ele representa a união do oriente e ocidente de Berlim.

Como chegar: Há uma estação de metrô chamada Brandenburger Tor, onde você sai e dá de cara com o portão!

Memorial do Holocausto

Uma visita indispensável. A emoção de estar naquele espaço é indescritível. Vá e reflita. A ideia de construir esse espaço de lembrança veio em 1988, mas somente em junho de 1999 o parlamento alemão aprovou a construção do memorial próximo ao Portão de Brandemburgo. Tudo foi finalizado em dezembro de 2004. Hoje já é uma das atrações mais clássicas da cidade. Não perca!

Horário: O memorial em si (com passagens entre blocos de concreto) é sempre acessível, ou seja, é aberta dia e noite. O Centro de Informações do Memorial é aberto das 10:00 às 20:00hs, nos meses de abril a setembro e das 10:00 as 19:00hs, de outubro a março. Às segunda-feiras fica fechado.

Preço: Gratuito

Como chegar: Próximo ao Portão de Bramdemburgo. Acesso pela estação Brandenburger Tor.

DIA 3

Alexanderplatz

Uma das principais atrações da cidade de Berlim. Uma praça muito movimentada e muito agitada! Nela encontram-se o Urania-Weltzeituhr, um grande relógio que mostra os nomes de diversas cidades do mundo com as suas respectivas horas e, claro, a Torre de TV, que com seus 368 metros de altura é uma das construções mais altas da Europa. Nós subimos lá e apesar de acharmos o preço bem salgado (€ 13) achamos que valeu muitíssimo a pena! Lá em cima temos um grande panorama da cidade e encontramos explicações sobre várias atrações. Dá para ter uma boa noção espacial da cidade! Ah, tem elevador (ufaaa).

Como chegar: Há uma estação chamada Alexanderplatz. Faça as ligações com o seu ponto de partida e você estará numa das atrações mais conhecidas de Berlim!

DDR Museum

O museu mais legal de Berlim! Espere gastar bastante tempo nele. Isso porque este retrata a realidade de um morador da Berlim Oriental na época da Guerra Fria. Tem de tudo! O carro, a casa, os produtos de higiene, os meios de comunicação. Tudo muito bem explicado durante o percurso. Um museu que foge do comum e é super interativo.

Horário: Todos os dias das 10h às 20h, exceto aos sábados que chega às 22h.

Preço: € 7 (inteira)

Como chegar: O museu fica em frente à Catedral de Berlim. Mas atenção: o DDR não é uma construção ao nível da rua, mas sim um espaço abaixo, próximo ao rio. Dá pra ver o letreiro dele tranquilamente! A estação mais próxima é a Hackescher Markt.

Potsdamer Platz

Uma das praças mais importantes de Berlim junto com a Alexanderplatz. Merece uma visita aos seus arredores. É uma área com muitos prédios altos e luxuosos, e uma das mais movimentadas da capital alemã. Nesse espaço encontra-se o Sony Center, um complexo com lojas, restaurantes, escritórios sofisticados, flats, cinemas e IMAX. Há também sedes e escritórios de várias empresas, diversos hotéis de luxo, restaurantes e opções de lazer (a Filarmônica de Berlim é ali por perto).

Como chegar: Mais fácil do que parece! Há uma grande estação de metrô chamada Potsdamer Platz, que é conectada a diversas linhas.

Topografia do Terror 

Uma atração que novamente remete ao período da Segunda Guerra Mundial. Essa atração hoje está localizada no local onde, durante o regime nazista, ficava a sede da Polícia Secreta (Gestapo) e a prisão militar da SS (Schutzstaffel em alemão ou “Tropa de Proteção”). Acredita-se que aí foram planejados e gerenciados os crimes cometidos pelos nazistas. No local há muito material teórico de todos anos da Guerra. No lado de fora, você pode ver um pedaço do muro de Berlim.

Horário: Aberta diariamente das 10:00 às 20:00hs, sendo que as áreas externas até o escurecer

Preço: Gratuito

Como chegar: Chega-se facilmente a pé a partir da Potsdamer Platz.

Checkpoint Charlie

O Checkpoint Charlie era um posto militar na fronteira entre Berlim Ocidental e Oriental durante a Guerra Fria. Na mesma rua encontra-se o Museu do Checkpoint Charlie, que exibe fotos e documentos sobre tentativas de fuga de Berlim Oriental. Não fomos ao museu porque fizemos a visitação à noite, assim não posso dizer se vale a pena ou não. O Checkpoint Charlie certamente deve estar no seu roteiro!

Preço: Gratuito

Como chegar: Fica a alguns passos da Topografia do Terror. Caso queira ir somente ao Checkpoint Charlie, desça na estação Stadmitte, da linha U6 do metrô.

Se tiver tempo, visite também:

Museu e Memorial Sachsenhausen (um antigo campo de concentração). Pegue a linha S-1 (trem suburbano) até Oranienburg. De lá, pode-se ir a pé (cerca de 25min) até o memorial.

Deutsches Technikmuseum, o Museu de Tecnologia Alemão. O acervo é impressionante: desde aviões de guerra em tamanho real até uma cronologia do transporte ferroviário. Há ainda áreas dedicas à navegação, à fotografia e ao transporte rodoviário.

Lembrando que o roteiro é apenas uma sugestão do que achamos que vale a pena fazer em Berlim. Você pode (na verdade, deve) adaptá-lo às suas necessidades! 

Esse post te ajudou? Tem alguma dúvida? Então escreva nos comentários abaixo 😉

Ah, eu já ia esquecendo… Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais

Facebook: www.facebook.com/filosofiadeviajante 

Instagram: www.instagram.com/blogfilosofiadeviajante

Pinterest: br.pinterest.com/fdeviajante/pins (temos uma galeria de fotos super especial esperando por você)

Gostou? Quer nos contar sua experiência de viagem? Deixe um comentário!