Roteiro de 2 dias em Lima

Dia 1- Centro Histórico de Lima

Plaza Mayor ou Plaza de Armas
Monumento em homenagem a San Martín, o libertador do país

Comece o seu dia pela Plaza de Armas ou Plaza Mayor, a mais conhecida e turística por ter sido o local onde Francisco Pizarro fundou a cidade de Lima, em 1535. Nela também ocorreram outros eventos históricos importantes, como a primeira tourada, a execução de condenados pela Inquisição espanhola e a declaração de independência do Peru em 1821.

Catedral de Lima em destaque

Nela visite a Catedral de Lima, cujos horários de visitação vão de segunda a sexta, das 9h às 17h e nos sábados das 10h às 13h. Essa Igreja é importante porque abriga o corpo de Pizarro, conquistador espanhol que deixou marcas importantes na história dos peruanos. A visita a essa Catedral te dá direito de visitar um museu com várias relíquias dos tempos coloniais. Com 30 soles você pode conhecer não só a Catedral, mas também o Palácio Episcopal, que é uma construção de uma riquíssima arquitetura e que também possui um museu.

Palacio de Gobierno

Não deixe de visitar também o Palacio de Gobierno (onde o presidente em tese moraria, mas em realidade ele mora no bairro de San Isidro), remodelado após um incêndio e inaugurado em 1938. Para reservar uma visitação é preciso telefonar para o 01 311 3900, os horários são restritos. Nesse palácio ocorre diariamente a troca da guarda, sempre às 11:45, por isso se estiver pela região nesse horário, não deixe de prestigiar 😉 

Também vale a pena parar para ver o Palacio Arzobispal de Lima, que é a casa do arcebispo de Lima e a sede administrativa da Arquidiocese da cidade. Foi reconstruído em 1924 e possui uma fachada em estilo típico mouro.

Aproveite para visitar a Casa de Aliaga, considerada a moradia mais antiga das Américas, que é da mesma família há 17 gerações. As visitas são guiadas e precisam ser reservadas online, e um guia é exigido. O custo do passeio é S/30 e o horário de visitação é das 9:30 às 17h. 

Em seguida, visite dois conventos muito importantes da cidade: Santo Domingo e San Francisco. Os dois conventos são visitados através de tours guiados que incluem visitas às igrejas, às torres, aos claustros, aos museus e às catacumbas. 

Vista externa do Convento de Santo Domingo
Interior de uma capela do Convento de Santo Domingo

No Convento de Santo Domingo o valor do ingresso é de S/5 para adultos não-estudantes e de S/3 para estudantes. As visitas guiadas ocorrem diariamente das 08:30 às 17:30 e, na primeira sexta de cada mês, há visitas noturnas, das 19h às 21h.

Vista externa do Conjunto Monumental San Francisco de Lima

Pátio do Conjunto Monumental San Francisco de Lima
Interior da Igreja do Conjunto Monumental San Francisco de Lima

Já no Convento de San Francisco (chamado oficialmente de Conjunto Monumental San Francisco de Lima), o valor do ingresso é de S/10 para adultos não-estudantes e de S/5 para estudantes, e as visitas ocorrem das 09h às 20:15.

Se te interessar, perto do Centro de Lima há o clássico bairro chinês. Uma passeada pelas ruas e você avistará construções de estilo oriental, restaurantes de comida asiática e letreiros em mandarim. Os restaurantes chineses no Peru são chamados de “chifa”, e são uma boa opção para comer barato!

Estádio Nacional do Peru

Já se você gostar de futebol, visite o Estádio Nacional do Peru, casa dos jogos da Seleção Peruana. Se quiser fazer visitas ao Museu Olimpico dentro dele, você precisa realizar uma reserva por telefone. Mais informações no site: www.museolimpico.pe.

Entrada do Parque de La Exposición
Se gostar de parques, aproveite para visitar o Parque de La Exposición, que abriga edifícios históricos, um anfiteatro e três museus: MALI – Museo de Arte de Lima, o Museo Metropolitano de Lima e o Museo de Arte Italiano. Além disso, o parque possui um visual lindo e bom para um passeio tranquilo de domingo.
Os principais museus de Lima são o Larco Herrera e o Museu de Arte de Lima. Não chegamos a visitar em nossa passagem pela cidade, mas caso você tenha tempo ou faça questão, não deixe de passar por eles.
O Museu de Arte de Lima é aberto das terças aos domingos das 10h às 19h. Nos sábados vai até às 17h. O preço dos ingressos é de S/30 para adultos não-estudantes e de S/5 para estudantes. Detalhe: ele se localiza no Parque de la Exposición, o que facilita a visitação se você estiver pelas redondezas.
O Museu Larco Herrera é aberto das segundas aos domingos das 9h às 22h (incluindo feriados). O preço dos ingressos é de S/30 para adultos não-estudantes e S/15 para estudantes. O museu retrata  as diversas épocas, mostrando como a tecnologia foi se desenvolvendo até o ápice, quando os espanhóis chegaram. Com mais de 45 mil obras, foi fundado em 1926 e por muitos é considerado um dos melhores museus do Peru. Outra curiosidade é que ele é um dos poucos museus no mundo que permitem aos turistas percorrerem salas de objetos que não estão expostos no momento.

Dia 2 – Miraflores, San Isidro e Barranco

Malecón de Miraflores em um dia nublado
Faro La Marina
Parque del Amor

Shopping Larcomar

Comece o dia caminhando pelo Malecón (beira-mar) de Miraflores, que é uma das áreas mais bonitas e luxuosas da capital peruana. Pare nos parques e jardins que estão no caminho, como o Parque John Kennedy, o Faro La Marina e o Parque del Amor, que lembra muito o Parc Guell de Barcelona. Uma boa dica é alugar uma bicicleta (tem uma estação perto do Larcomar). Aproveite para comer com uma belíssima vista para o Oceano Pacifico no Shopping Larcomar, famoso pelas lojas de marca e por seu visual estonteante.

Praça Central de Miraflores

Se continuar pela orla no sentido sul, você se deparará com o Malecón de Barranco, o bairro boêmio da cidade. Mas, se você quiser deixar para visitar esse bairro só à noite (quando está mais agitado), siga do Larcomar para o Centro de Miraflores. Depois de uns 15 minutos de caminhada, você já estará no Parque Central de Miraflores, onde se encontra a Iglesia de la Virgen Milagrosa e, logo ao lado, o Parque Kennedy, um point das apresentações de rua e lugar de encontro dos limenhos nos domingos. 
Bosque El Olívar, em San Isidro
Bosque El Olívar, em San Isidro

Além de Miraflores, o distrito de San Isidro também se destaca pelo silêncio e pela harmonia de sua urbanização, contrapondo-se a outros distritos de Lima que são mais caóticos, como Rímac e Surquillos. O bairro não possui grandes atrações, mas você pode passear pelo charmoso bosque El Olívar (repleto de oliveiras, algumas centenárias!) e pelo sítio arqueológico Huaca Huallamarca. Passeio perfeito para sair um pouco daquela loucura de alguns distritos de Lima (se você pensa que o trânsito de SP é ruim…) e relaxar.

Centrinho de Barranco
Puente de Los Suspiros
Durante a noite, faça um passeio pelo bairro Barranco. Visite a Praça Central (Parque Federico Vilarreal) e a Igreja Ermita. Também não deixe de tirar uma foto da Puente de Los Suspiros toda iluminada à noite (reza a lenda que quem passa pela ponte sem respirar terá um desejo realizado). Para jantar, há diversas opções de culinária: peruana, italiana, francesa, americana, espanhol. Nós jantamos em um restaurante de comida vasco-peruana chamado Arlotia. Comemos um polvo grelhado e uma tábua de bruschettas. Os dois pratos estavam muito deliciosos e o custo-beneficio foi ótimo (S/60 o casal). Pra fechar com chave de ouro, coma um dos melhores churros da cidade no “La 73”, que possui uma deliciosa porção de churros recheados com doce de leite e calda de chocolate. O preço é salgado, mas vale a pena: S/27,50.
Polvo grelhado do Restaurante Arlotia
Tábua de bruschettas
Churros recheados com doce de leite e calda de chocolate

Esse post te ajudou? Tem alguma dúvida? Então escreva nos comentários abaixo 😉

Ah, eu já ia esquecendo… Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais

Facebook: www.facebook.com/filosofiadeviajante 

Instagram: www.instagram.com/blogfilosofiadeviajante

Pinterest: br.pinterest.com/fdeviajante/pins (temos uma galeria de fotos super especial esperando por você)

Gostou? Quer nos contar sua experiência de viagem? Deixe um comentário!