Cafés que valem uma visita em Brasília

Brasília possui vários cafés interessantes de se visitar. Em nossa estadia de 4 dias pela Capital Federal escolhemos alguns para podermos avaliar aqui no blog. Aqui estão nossas impressões sobre cada um dos que frequentamos:
Ernesto Cafés Especiais 
Nota: 5,0/5,0
* Clique nas fotos para ampliar
Quando você chega na  porta do estabelecimento, principalmente ser for na sexta ou no final de semana, você se surpreende. Tem lista de espera a praticamente qualquer hora! E não pense que há poucas mesas no café. Tem mesas no andar de baixo, no andar de cima, mesas externas… O sucesso do Ernesto é escancarado. E não é por menos. Apesar de o Wi- Fi não ter funcionado em nenhuma das duas vezes que estivemos lá, o atendimento e a comida foram impecáveis. No primeiro dia, pedimos um bolo de coco, um pão de chocolate (deliciosíssimo, mas que só é vendido em dias específicos), um café filtrado com método de extração do tipo “Chemex”(consiste em despejar a água sobre o café , que depois é filtrado em papel e pode ser servido no próprio recipiente da cafeteira). Esse método é caracterizado pela produção de um café particularmente limpo, ou seja, sem resíduos na xícara. Também é uma característica da Chemex possibilitar extrações que favorecem os sabores e aromas florais e frutados, o que possibilita sabores mais delicados à bebida. No segundo dia que fomos lá comemos um croissant natural (sem recheio) e um pain au chocolat (possui massa de croissant e recheio de chocolate) e um sanduíche especial com rosbife e mostarda Dijon, que estava simplesmente divino! Ainda vinha acompanhado de umas chips bem crocantes. Também experimentamos o bolo de cenoura deles, que era muito bem servido (dá para 2 pessoas) e com a massa bem aerada! O atendimento, por vezes um pouco mais demorado, no geral foi satisfatório. Os atendentes eram simpáticos e prestativos. A demora, penso eu, era pela grande quantidade de pessoas que frequentavam o estabelecimento. O ambiente também não deixa a desejar. Muito pelo contrário. No andar de cima da cafeteria encontramos uma biblioteca com vários exemplares de livros para tomar um café bem sossegado!

Los Baristas
Nota: 4,0/5,0

* Clique nas fotos para ampliar

Apresentando uma completa carta de cafés, o “Los Baristas” é o lugar certo para os “coffeeholics”. Desde o tradicional espresso até os mais diferentes métodos de extração de grão dos cafés filtrados, essa cafeteria agrada a todos os públicos e gostos. Localizado num ambiente bem despojado na “Asa Norte”, também não decepciona com os doces. O atendimento poderia ser melhor, principalmente na questão de espera para ser atendido. Costumo dizer que um atendimento ruim pode estragar toda uma experiência. E nesse café, isso é em partes, verdade. Pedimos o bolo de milho sem glúten e demoraram a nos avisar que havia acabado. Ainda tivemos que esperar até que o próximo bolo ficasse pronto. O café, por sua vez, estava muito delicioso e comprovou que o estabelecimento leva o assunto café a sério. Não decepcionou nem um pouco nesse quesito. Experimentamos o método”Clever”, o qual promove um sabor mais adocicado ao café, devido ao seu sistema que faz a água descer sem obstáculos pelo filtro, o que faz o pó de café ficar imerso na água quente por dois minutos ou mais. Só depois de despejar água quente na cafeteira cônica, um sistema de válvula controlada por peso libera o café quando o porta filtro é colocado na xícara.O bolo de milho também estava delicioso e molhadinho. Já os pães de queijo eram comuns, nada de especial no gosto (um pouco caros pela porção oferecida).O ambiente do café é muito bonito, despojado e aconchegante. Um dos melhores ambientes que fomos.

Belini Café – The Coffee Experience
Nota: 3,5/5,0
* Clique nas fotos para ampliar
Só pelo nome do Café dá para perceber que o foco dele é o café. O cardápio também vem recheado de explicações sobre a origem, a evolução e os diferentes métodos de extração do grão. Depois de toda essa parte de explicação é que vem de fato as opções para beber e comer. O café filtrado que pedimos era do método Kalita Wave, que ainda não tínhamos experimentado em outros cafés. Ele é de marca japonesa, apresenta um suporte para filtro que possui base alargada e três furinhos, o que uniformiza e agiliza a extração. Os filtros de papel que se encaixam nele têm formato de ondas, o que contribui para uma extração mais homogênea. O café estava muito delicioso e foi acompanhado de um bolo de cenoura com calda de chocolate. O bolo, por sua vez, não era muito diferente de outros que já comemos. O ambiente é bonito e possui um espaço com livros. Tudo bem harmônico. O atendimento foi bom, principalmente devido à rapidez e à simpatia dos atendentes. Não surpreendeu tanto quanto prometia, mas também ficou longe de decepcionar.
Dylan  Cafe & Bakery
Nota; 3,0/5,0
* Clique nas fotos para ampliar
O Dylan Café & Bakery é o mais simples de todos os aqui citados. Pedimos somente uma torrada de cream cheese com geléia de frutas vermelhas. Estava muito deliciosa! Não chegamos a tomar café por questões de economia ($$). O ambiente, por outro lado, deixa um pouco a desejar frente aos outros.
*As notas são dadas segundo nossas opiniões, seguindo , portanto, nossas experiências pessoais.
Esse post te ajudou? Tem alguma dúvida? Então escreva nos comentários abaixo 😉

Ah, eu já ia esquecendo… Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais

Facebook: www.facebook.com/filosofiadeviajante 

Instagram: www.instagram.com/blogfilosofiadeviajante

Pinterest: br.pinterest.com/fdeviajante/pins (temos uma galeria de fotos super especial esperando por você)

Gostou? Quer nos contar sua experiência de viagem? Deixe um comentário!